QUOTES DO LIVRO DUPLA FALTA – LIONEL SHRIVER

06:00:00



Oi gente, tudo bem? Recentemente, li Dupla Falta, da autora Lionel Shriver. Ela ficou conhecida por escrever Precisamos falar sobre o Kevin. Enfim, desde que li, fiquei pensando bastante sobre a história do livro e, por isso, separei alguns quotes que achei interessantes. Esse livro é mais complicado do que parece, pois nele vemos um casal, ondem ambos são jogadores profissionais de tênis e, em um determinado ponto da história, a esposa começa a enxergar o marido como um adversário. E o que antes era um casamento, passa a ser uma disputa, uma competição. Em breve tem resenha para a gente discutir um pouquinho sobre ele.


Sinopse:
Mais que uma história de amor encenada no ambiente de alta-tensão do mundo do tênis profissional, Dupla Falta é um alerta sobre os limites da rivalidade e da paixão. Com a sagacidade que se tornou sua marca registrada, Lionel Shriver investiga o cenário perturbador do desequilíbrio de um casamento moderno.
Tênis sempre foi a maior paixão de Willy Novinsky desde que ela pegou em uma raquete pela primeira vez, aos 5 anos. Até que conhece Eric Oberdorf: matemático recém-formado pela Universidade de Princeton, capaz de chamar atenção não só pela beleza, mas também pela habilidade em diversas atividades, como a atuação nas quadras e em torneios de menos destaque. Mesmo à sombra da antiga relação de confiança e dependência entre a esportista e seu treinador, Eric torna-se a nova paixão de Willy.
Os dois se casam. Assim como a esposa, Eric batalha para alcançar o glamour do circuito internacional. Logo, a vida em comum, repleta de cumplicidade e desejo, dá lugar a uma competição cada vez mais acirrada por uma colocação em meio à elite do esporte, entre os chamados top 100. E o casamento tende a provar-se uma jogada com efeitos imprevisíveis no desempenho de Willy. À medida que seu rendimento decai, as habilidades do marido levam-no mais longe no ranking mundial.
Narrado com o controle de ritmo e velocidade de um campeão de tênis em uma partida, Dupla Falta investiga os medos, as esperanças e as traições de uma relação amorosa. Lionel Shriver nos oferece uma visão magistral e provocante do jogo romântico de um homem e uma mulher que não conseguem sobreviver ao próprio egoísmo.

Ame a mim, ame meu jogo.”


Sabe qual é a primeira coisa que se aprende em cima da corda bamba? Não olhe para baixo.”


Não havia utilidade em existir uma palavra para o amor se seu sinônimo era o ódio. E era um ódio que nunca tinha sentido antes, um ódio que desafiava sua crença de que já havia odiado alguém de verdade, fosse um adversário ameaçador ou indigno […]”


“ – Cuide você da sua. – a réplica não era inteligente, nem sequer fazia sentido; mas a primeira coisa que some durante um momento de raiva é a razão.”


O melhor não era o bastante.”


Mas o necessário era, precisamente, o pensamento sem falhas – já que encarar a hesitação, a ruminação e a indecisão afetada como pontos altos do funcionamento da mente dava uma má reputação ao pensamento. O pensamento supremo saía do corpo sem palavras, na forma de ação pura. Em teoria, pensar era agir.”


“Mas o tempo entre a formulação do pensamento e a realização também se encurtava no Flor de Mayo. Willy não escutava mais as palavras na cabeça antes de derramá-las na mesa, e assim se tornou espectadora de sua própria conversa tanto quanto Eric, e tinha igual curiosidade de saber o que ela mesma diria. Havia, portanto, uma fluidez similar a ser descoberta na fala.”


Quando o conhecimento tinha valor apenas como arma, todas as informações eram desprezíveis e substituíveis.”


O que acharam dos quotes? Teriam interesse em ler a obra?

Beijos e até a próxima,
Jéssica Tolare



You Might Also Like

0 comentários

Amazon

Amazon